Berlin Costelaria | Vitrine
Berlin Costelaria | Vitrine
Berlin Costelaria | COM DIFICULDADE, FLU VIRA NO FIM SOBRE AUDAX E ALCANÇA QUARTA VITÓRIA SEGUIDA

COM DIFICULDADE, FLU VIRA NO FIM SOBRE AUDAX E ALCANÇA QUARTA VITÓRIA SEGUIDA

Quarta - 05/02/2014

De vilão a herói, Gum teve motivos para comemorar a ordem dos fatores que, neste caso, alterou o resultado. Uma falha do zagueiro permitiu que o lanterna Audax desencantasse, marcasse seu primeiro gol no Campeonato Carioca e quase surpreendesse o Fluminense - cenário que seria um pesadelo para o defensor, perseguido pela insatisfação da torcida. Mas após Wagner balançar a rede de bicicleta, o camisa 3 virou o jogo no fim. E ainda deu tempo de seu companheiro de zaga, Elivélton, de 21 anos, marcar seu primeiro gol como profissional e dar números finais à vitória do Flu por 3 a 1 na noite desta terça-feira, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O roteiro de Gum poderia ter tido outro personagem. Dono de um gol contra há duas rodada, para o Vasco, o zagueiro Leandro Camilo foi o primeiro a fazer um gol a favor do Audax no estadual. Mas com um jogador a menos desde os 25 minutos do primeiro tempo - o lateral-direito David foi expulso -, o time não conseguiu suportar a pressão de um Fluminense desfalcado de cinco titulares poupadosa: Bruno, Carlinhos, Valencia, Diguinho e Fred. Apesar da vantagem numérica em campo, o Tricolor foi discreto, voltou a ser vazado após duas rodada e teve dificuldades diante de um público pagante de 1.321 pessoas (1.933 presentes). A renda da partida foi de R$ 25.155,00.
Foi o quarto triunfo seguido da equipe de Ranato Gaúcho, que chegou a 13 pontos e dorme na vice-liderança da Taça Guanabara atrás do Flamengo, com a mesma pontuação e maior saldo de gols, que será o próximo adversário do Tricolor no sábado, às 19h30m (de Brasíla), no Maracanã. Já o Audax segue na lanterna com apenas dois pontos e recebe o Volta Redonda domingo, às 17h, no Los Larios. A superioridade do Fluminense, sugerida pela classificação do estadual, ficou só na teoria no primeiro tempo. Na prática, o Tricolor se arrastava em campo, e o lanterna Audax não se intimidou: atrás, fechou os espaços do adversário, enquanto na frente, aproveitou uma falha para marcar seu primeiro gol no estadual. Num escanteio cobrado por Luquinha, Gum permitiu que Leandro Camilo subisse às suas costas e usasse a cabeça para vencer Cavalieri, aos 22 minutos. O zagueiro reclamou de ter sido empurrado no lance, em vão. Já o descontentamento da torcida na arquibancada surtiu efeito. Motivado pela expulsão do lateral-direito David, que recebeu o segundo cartão amarelo dois minutos depois, Renato Gaúcho sacou Rafinha e apostou em Wagner.
Já o Audax foi todo para a zaga. Com um a menos, o técnico Válber recompôs o setor defensivo com Adriano na vaga do meia Michel. Até o atacante Washington fez as vezes de zagueiro. E o time segurou a pressão até onde deu: Leandro Camilo evitou a conclusão de Michael na pequena área, a bomba de Jean raspou a trave, até que Yamada saiu mal do gol num escanteio e permitiu que Wagner acertasse uma bicicleta com cara de puxeta. Golaço no último minuto de um primeiro tempo recheado de cartões distribuídos pelo árbitro Rodrigo Nunes de Sá. Além dos dois amarelos para David, teve mais para Kláuber, Wellington Silva, Wagner e Willian. A única coisa que mudou no Audax para a etapa final foi o uniforme. A pedido da arbitragem, a equipe trocou a camisa laranja pela branca. Já em campo, o time seguiu recuado e de olho no relógio para tentar conquistar um ponto que teria sabor de vitória. Conca não queria isso. Apagado nos primeios 45 minutos, o argentino se apresentou mais: encehu o pé numa bola que raspou a trave e iniciou tabela que terminou na pancada de Wagner que assustou Yamada. Ainda era pouco pelo que pode render o camisa 11 e o próprio Fluminense.
Foi a senha para Renato jogar o time ainda mais para frente com Biro Biro no lugar de Wellington Silva, e Marcos Junior na vaga de Willian. Michael chegou a balançar a rede, mas em impedimento. Até que Gum se redimiu da falha do primeiro tempo, também num escanteio. Após rebatida na área, Wagner cabeceou, Conca dividiu com Yamada, e a bola sobrou limpara para o camisa 3 só empurrar para a rede aos 36 minutos. Ainda deu tempo de Elivélton, também de cabeça após cruzamento de Wagner, balançar a rede seis minutos depois e fazer seu primeiro gol como profissional.
Fonte:globoesporte

Horário

Segunda a sexta-feira a partir das 11h30
Sábado e domingo a partir das 12h00

Local

Rua Cuiabá, 57 - Jardim Paulistano Sorocaba - SP

Fone

(15) 3321-2940

Indique nosso site!